Pular para o conteúdo principal

Prefeitura é condenada a indenizar aluno jogado no lixo

A Prefeitura de Ribeirão Preto (313 km de SP) foi condenada a pagar R$ 7.500 para um aluno que, há 11 anos, foi jogado no lixo por um professor da rede municipal de ensino.
A ação por danos morais, julgada no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), conclui que a ação do professor expôs o aluno ao bullying, já que ele passou a ser chamado de "lixo, lixão, sujo".
O caso aconteceu em setembro de 2000. Segundo o relato judicial, o aluno estava
em sala de aula quando se desentendeu com outro colega de classe. Para conter o caso, o professor pediu ajuda a outro estudante e, então, colocou o aluno dentro de uma lata de lixo fora da sala de aula.
Em defesa, a prefeitura argumentou que o professor nunca teve reclamações e que era conhecido por ser "brincalhão e amigável".
Para o desembargador Nogueira Diefenthäler, o caso trouxe danos ao aluno. "Não se questiona aqui se o autor era aluno 'bagunceiro' ou se o professor era profissional altamente habilitado e bem avaliado. O que se discute é se seu agir pode ser tido como correto", diz trecho da decisão.
Segundo o desembargador, haveria outras medidas para se conter o tumulto em sala de aula.
"Em um ambiente escolar qualquer episódio que cause humilhação ou vexame ao aluno é fator catalisador de zombarias, ataques ou outros atos que podem ser classificados como bullying", diz outro trecho.
Diefenthäler reduziu o valor da ação, que antes era de 30 salários mínimos ou R$ 16.350, para R$ 7,5 mil, mais juros e mora.
A prefeitura informou na manhã desta terça-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, que ainda não foi notificada, mas que vai analisar o caso para decidir se paga ou recorre da decisão. 

Fonte: Folha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grazi diz que já armaram para acusá-la de roubo no Projac

Grazi Massafera abriu seu coraçãozinho em entrevista para a revista Marie Claire. Como agora ela está por cima, soltou os cachorros em cima de quem tentou prejudicá-la quando era apenas uma ex-BBB tentando a fama. Veja o que a ex-BBB disse: "Estou há dez anos fazendo novelas e às vezes, em cena, reencontro atores que tentaram puxar meu tapete quando comecei. Em minha primeira cena de choro em Páginas da Vida (2006), uma colega do elenco ficou atrás do câmera, me encarou e sussurrou: ‘Você não vai conseguir!’.

Os dez segredos da vida privada de Fidel Castro

Jamais saberemos quantos segredos Fidel Castro levou para o túmulo. Por décadas a fio, a vida privada do líder cubano foi guardada a sete chaves. As motivações estariam ligadas à sua segurança, como ele próprio explicou em entrevista a jornalistas em Havana, em 2000. "(A CIA e os exilados cubanos) querem saber se tomei ou não tomei banho, os detalhes de como está a minha próstata e querem, inclusive, raios X", afirmou. Mas Fidel também acreditava que autoridades como ele não deveriam misturar a vida pública com a privada. "Sendo assim, reservei-me uma liberdade absoluta", disse em um documentário em 2001. Alguns detalhes, no entanto, escaparam dessa cuidadosa blindagem. A BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, selecionou dez deles.

Angelina Jolie se torna alvo de investigação contra Brad Pitt

A investigação sobre a conduta de Brad Pitt com os filhos foi expandida para a atriz Angelina Jolie. O Departamento de Infância e Serviços Familiares do condado de Los Angeles (Califórnia) começou a investigar depois de um incidente no avião particular da família. Na ocasião, Brad Pitt teria se excedido numa briga com o filho Maddox, de 15 anos. As informações são do site TMZ.