• Estes são os posts do marcador "Danos morais"
  • sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

    Boris Casoy e Band terão que pagar R$ 21 mil a gari ofendido em gafe: Veja o Vídeo!

    A Justiça de São Paulo manteve em R$ 21 mil a indenização que o jornalista Boris Casoy e a TV Bandeirantes devem pagar a um dos garis que participou de uma mensagem de fim de ano veiculada pela emissora em 2009. A mensagem foi ao ar em rede nacional e o jornalista Boris Casoy comentou com colegas de estúdio, sem saber que o aúdio estava no ar: “Que m...! Dois lixeiros desejando felicidades do alto de suas vassouras. Dois lixeiros. O mais baixo da escala de trabalho!”. O pagamento da indenização foi decidido pela Justiça em novembro de 2012, mas os réus entraram com recurso. 

    Continue lendo >>

    sábado, 15 de outubro de 2011

    Espectadora que queria virar ‘mulher fruta’ teve pedido de indenização contra emissora negado



    A desembargadora Helena Cândida Lisboa Gaede, da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, manteve a sentença que negava o pedido de danos morais, no valor de R$ 150 mil, ajuizado por Sheila Vieira em face da Rede TV.
    De acordo com o processo, a autora, ao ver um anúncio no programa “Bom Dia Mulher”, transmitido pela emissora, percebeu ali uma oportunidade de conseguir realizar uma cirurgia plástica nos seios e se tornar a mais nova “mulher fruta”.  Após vários contatos com a Rede TV, ela conseguiu que esta lhe enviasse passagens aéreas para

    Continue lendo >>

    domingo, 2 de outubro de 2011

    Editora Globo é condenada a pagar danos morais por cobrar ‘brinde’


    A 1ª Câmara de Direito Civil do Tribunal de Justiça confirmou sentença da comarca de Blumenau, que condenou a Editora Globo S/A ao pagamento de indenização por danos morais, no valor de 10 salários-mínimos, a Cláudia Fernanda Iten. Nos autos, Cláudia alegou que, em maio de 2003, foi abordada por vendedores da editora na universidade em que estudava, os quais lhe entregaram um “brinde” quando ela comprovou ser proprietária de um cartão de crédito.

    Continue lendo >>

    sexta-feira, 2 de setembro de 2011

    Processos por danos morais

    De acordo com o levantamento realizado pelo Tribunal de Justiça do Rio a pedido do jornal Valor Económico, as ações por danos morais tiveram um aumento de 3.607% entre os anos de 2005 e 2010. Isso demonstra que os Brasileiro estão correndo atrás de seus direitos e se informando mais. 
    Segundo a Advogada e consultora jurídica da G. Friso

    Continue lendo >>

    sábado, 13 de agosto de 2011

    Briga em família não gera dano moral


    A 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão da 3ª Vara da Comarca de Valinhos enegou pedido de indenização por danos morais formulado por um homem contra seus cunhados. Ele alegava que, em reuniões de família, sofria provocações e agressões verbais, o que teria tornado o convívio familiar insuportável.

    Continue lendo >>

    Restaurante terá que indenizar cliente que achou barata na comida


    O restaurante Gulositá localizado no Fórum Central do Rio terá que pagar R$ 5 mil de indenização por dano moral a uma cliente que verificou a presença de uma barata com parte do corpo dentro do salgado comprado no estabelecimento. A decisão é do 27º Juizado Especial Cível da Capital.

    Continue lendo >>

    Laboratório pagará R$ 3 mil por erro em exame


    O laboratório Coutinho & Pinheiro Análises Clínicas terá que pagar R$ 3 mil de indenização, a título de dano moral, por erro em exame. A decisão é dos desembargadores da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, que mantiveram a sentença de primeiro grau.

    Continue lendo >>

    sábado, 30 de julho de 2011

    Recusa injusta de cobertura por plano de saúde gera dano moral e deve ser indenizado

    A recusa injusta de cobertura por plano de saúde gera dano moral. Para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a prática agrava a situação de aflição psicológica e de angústia do segurado, que já se encontra em condição de dor, de abalo psicológico e com a saúde debilitada. A decisão da Terceira Turma condena a Bradesco Saúde e Assistência S/A a ressarcir segurada em R$ 15 mil. 

    A paciente era segurada da empresa há quase 20 anos. Diagnosticada com câncer, recebeu indicação médica de que a cirurgia seria o único tratamento viável. Ao ser internada, em vias de ser operada, foi informada que o plano não cobriria a prótese, por falta de previsão contratual.
     


    Continue lendo >>

    Seguidores

    Total de visualizações de página

      ©Direito Atualizado Blog - Todos os direitos reservados.

    Template by Dicas Blogger | Topo